top of page
  • Foto do escritorHelô Furlanetto Mendes de Oliveira

Maqluba - prato palestino

Ingredientes


2 copos de arroz lavados e escorridos

1 galinha gorda em pedaços ou carne de cordeiro moída

1 xicara das de chá de grão de bico aferventados e escorridos

500ml de caldo de carne ou galinha

3 berinjelas cortadas em cubinhos de aproximadamente 1 cm

1 colher das de sopa de manteiga sem sal

1 colher das de chá de canela em pó

6 dentes de alho cortados em lascas finas.

Amêndoas para enfeitar ou castanhas



Modo de fazer

Corte as berinjelas e reserve (mantenha a casca).

Tempere a carne com sal canela, alho e pimenta do reino. Em uma panela frite a carne ate ficar dourada. Reserve.

Frite o grão de bico na manteiga e reserve.( Aqui em casa eu não frito para não ficar calórico)

Lave o arroz e escorra bem.


Como montar a Maqluba.

Em um forma grande de buraco no meio e untada com manteiga coloque a carne, as berinjelas crua um pouco de alho e salpique com canela, sal e o grão de bico frito. Espalhe uma quantidade de alho sobre o grão de bico e coloque a camada de arroz e mais uma camada de alho termine com arroz.

Sobrea parte do meio da forma despeje o caldo de carne até cobrir o arroz. (não coloque muito caldo para trasbordar).

Cozinhe por aproximadamente 30 min em fogo médio e verifique se o arroz está no ponto. Coloque mais água se necessário.

Deixe descansar por 20 min e desenforme em prato bonito.

Leve à mesa acompanhado de qualhada.


Este prato aprendi com a Mirian esposa do Soub amicíssimo de papai . Mirian foi quem me ensinou os costumes e a culinária Palestina.


A Maqluba (em árabe مقلوبة significa virada) é um prato composto de arroz e demais ingredientes cuja origem vem da culinária palestina mesmo também sendo conhecidos nas culinárias dos países do oriente médio. As vezes se denomina como a paelha árabe devido à sua similaridade de aromas e cores com a paelha valenciana. Se trata de um prato servido nos dias festivos. Se escreve as vezes como Maqlouba.


Características

Na antiguidade se elaborava com os restos de carne (geralmente de galinha e também de ovelha) que se acumulavam nas casas ao passar da semana e que acabavam sendo cozinhadas num dia indicado. O prato contem demais ingredientes tais como berinjelas, ovos, etc. Todos os ingredientes se cozinham juntos em uma caçarola. As versões mais humildes deste prato contem couve-flor (mais comum nas aldeias) ao invés da berinjela como variante mais simples.


Hoje em dia pode levar carne de galinha ou de cordeiro e se trata de um prato respeitável oferecido aos convidados para oferecer-lhes respeito e honra. É um prato que se come nas sextas-feiras.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page